Insônia e Medicina Chinesa


Os distúrbios do sono apresentam grande impacto tanto no nível pessoal como socieconômico. São tão comuns como a asma e pressão alta, mas poucos são diagnosticados e tratados adequadamente. A insônia é o distúrbio do sono mais comum e, quando crônica, geralmente reflete distúrbios psicológicos e comportamentais.


A insônia é caracterizada por dificuldade tanto de iniciar o sono como de mantê-lo, ou mesmo pela percepção de sono não reparador. Pode manifestar-se em seu período inicial, intermediário e final. Não é considerada uma doença, mas um sintoma que pode estar presente em diversas doenças. A consequência de uma noite mal dormida se expressa em várias queixas apresentadas pelo paciente insone no dia seguinte, como cansaço, mau humor, sonolência, irritabilidade e dor de cabeça. Quando se torna crônica , é associada a distúrbios da memória e concentração, ansiedade, depressão, baixo rendimento, aumento de acidentes e envelhecimento precoce.


O tempo necessário para um sono reparador varia de um indivíduo para o outro, contudo, a média da população necessita de 7 a 8 horas de sono por noite.


Tipos de insônia:

  • Insônia inicial quando o tempo para iniciar o sono é longo;

  • Insônia de manutenção é o aumento dos despertares durante a noite;

  • Insônia terminal é quando ocorre o despertar precoce.


Medicina Chinesa e Insônia


O sono é vital para reabastecer o Yin. Não se trata meramente do descanso pela cessação da atividade, mas uma forma diferente de estar. É um ingresso no mundo do Yin, dos sentimentos e da intuição. Existe uma enorme ênfase para o desenvolvimento da mente intelectual e racional e uma pressão para manter a atividade estressante e incessante no mundo externo. Tal comportamento causa um desequilíbrio entre o Yin e Yang, com o aspecto Yang aumentado em relação ao Yin.


Causas da insônia:

  • preocupações, desassossego;

  • problemas psicoafetivos;

  • alimentação desbalanceada;

  • fraqueza constitucional, pós-cirurgia (pós-convalescença).


Insônia por excesso

É a insônia do tipo inicial, quando por alguma razão, o fígado está desequilibrado. Há um escape da energia Yang do fígado que tem como tendência natural subir. Esse Yang é o fogo do fígado que vai para o coração causando agitação e excesso de atividade mental. Como o trajeto interno do meridiano do fígado passa pelos olhos, este Yang não permite o fechamento dos olhos, provocando assim, a insônia.


Insônia por deficiência


Insônia inicial por deficiência

Dificuldade de iniciar o sono relacionada a deficiência de sangue do coração. Na medicina chinesa o coração abriga o shen (mente). A atividade mental e a consciência residem no coração, onde seu estado de equilíbrio espelha a atividade fisiológica dos outros órgãos. As principais funções afetadas pelo estado do coração são: atividade mental, consciência, memória, pensamento e sono.


Insônia de manutenção

Quando se inicia o sono, mas ocorre interrupções durante a noite. Está relacionada a deficiência da energia Yin dos rins e do coração. O rim é o reservatório da energia Yin durante a noite o rim fornece a energia Yin para acalmar a mente. Se essa energia estiver deficiente não tem como manter o sono e a energia Yin do coração, causando despertares durante a noite.


Insônia terminal

Quando o despertar ocorre no final da madrugada, mas de forma precoce. Está relacionada com a deficiência Yin do fígado ou do rim. A deficiência do Yin não sustenta o sono.


#Acupuntura no tratamento da #Insônia


O tratamento visa equilibrar o estado mental, juntamente com a harmonização dos desequilíbrios envolvidos. A atividade psíquica e emocional é o aspecto mais importante da mente e é sempre afetada por excesso de pensamentos e/ou por tensão emocional, como raiva, medo, tristeza, mágoa e obsessão. A conduta visa evitar o pensamento obsessivo e desenfreado, repousando diariamente em momentos de relaxamento meditativo e contemplativo.

As sessões de tratamento podem variar de 10 a 20 sessões em alguns casos é necessário duas sessões por semana e após 2 a 3 semanas, pode-se passar para 1 sessão semanal. Existem situações crônicas que o tratamento quinzenal ou mensal pode ser mantido para manutenção. Dependendo do quadro de insônia podem ser reduzidas ou retiradas gradualmente as medicações.



ROSS, J. Combinações dos pontos de acupuntura: a chave para o êxito clínico. São Paulo: Rocca, 2003.

YAMAMURA, M.L; YAMAMURA, Y. Guias de medicina ambulatorial e hospitalar da EPM-UNIFESP: Acupuntura. Barueri, SP: Manole, 2015.


Enf. Ândrya Nayane

Coren-RS 271600

Graduação Enfermagem- UFRGS

Residência em Saúde Mental- HCPA/UFRGS

Especialização em Acupuntura- IBRAMPA

Rua Barão do Triunfo, 720, sl. 208

Menino Deus, Porto Alegre, RS